Rio Grande do Sul avança no atendimento à PNRS com ajuda do IBER

IBER, Consema e empresas associadas, em trabalho integrado, superaram a meta de logística reversa prevista no Acordo Setorial de baterias para o Estado, alcançando 102% de destinação ambientalmente correta e comprovada.

Fruto de um trabalho integrado entre o Instituto Brasileiro de Energia Reciclável – IBER, Conselho Estadual de Meio-ambiente (Consema) do Rio Grande do Sul e as onze empresas associadas no Estado, a destinação ambientalmente correta e comprovada de baterias em território gaúcho superou a meta prevista no Acordo Setorial. No ano passado, 102% dos produtos novos comercializados no Estado foram alvo de um processo de logística reversa eficaz. Foram mais de 23,2 mil toneladas de baterias, uma evolução significativa no atendimento da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS).

Lembrando que no Estado, temos como associada a Sumesa, grupo de empresas – recicladora e fabricante de baterias – que têm apoiado e contribuído para a implementação da PNRS em parceria com o IBER desde sua fundação em 2016.


Para 2020, as expectativas são ainda mais positivas, em função da vigência da Resolução Estadual sobre Logística Reversa no Rio Grande do Sul nº 414/2019, publicada pelo Consema no final de dezembro. Através dela, desde abril, fabricantes, importadores, recicladores, distribuidores e comerciantes varejistas serão obrigados a encaminhar seus dados de movimentação para o IBER, que é a unidade gestora reconhecida em âmbito nacional e que será responsável por informar aos órgãos competentes a regularidade ou não das empresas.


Além do Consema, um conjunto de órgãos públicos e entidades têm atuado em sinergia para garantir aumento nos resultados de logística reversa: a Secretaria Estadual do Meio Ambiente e Infraestrutura (Sema), a Secretaria Estadual de Saúde, a Fundação Estadual de Proteção Ambiental Henrique Luiz Roessler (Fepam), a Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (FIERGS), a Federação do Comércio de Bens e de Serviços do Estado do Rio Grande do Sul (Fecomércio-RS), a Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs) e o Sincopeças-RS.

Comentários