Foram realizados os eventos com o apoio da Fecomércio e Sincopeças SP e PR

 

As baterias de chumbo ácido (automotivas, de motocicletas e industriais) não devem ser descartadas no lixo doméstico, nem tampouco doadas a catadores de material reciclável, pois possuem ácido sulfúrico e chumbo que, se manuseados de forma incorreta, colocam em risco a saúde das pessoas e contaminam o solo, lençóis freáticos e cursos d’água. Elas devem ser descartadas em pontos de entrega devidamente cadastrados a um sistema de logística reversa, do qual participam comerciantes, distribuidores, fabricantes e importadores destes produtos.

Por força de lei (Resolução Conama 401/2008, Política Nacional de Resíduos Sólidos – Lei nº 12.305/2010, e Resolução 045/2015 da Secretaria do Meio Ambiente do Estado de São Paulo), todo estabelecimento que comercializa baterias chumbo ácido é obrigado a receber dos consumidores esses produtos pós-consumo e encaminhá-los para a destinação ambientalmente adequada, de responsabilidade do fabricante ou importador.

Para ajudar os distribuidores e comerciantes que vendem estes tipos de baterias, o IBER promoveu no Estado de São Paulo e Paraná palestras informativas sobre a regulamentação. Foi destaque na palestra a apresentação das obrigações e ações que as empresas da cadeia devem realizar para que estejam regularizadas, além da apresentação institucional do IBER, enquanto entidade gestora do sistema, reconhecida pelos órgãos ambientais para o atendimento da PNRS. O IBER apresentou sua proposta e obteve novas adesões com o trabalho. Além disso, promoveu gratuitamente uma palestra sobre os aspectos tributários na logística reversa de baterias.

Novas palestras estão sendo programadas para o ano de 2019. Fique atento e faça sua inscrição para garantir sua vaga.

 

Comentários