IBER e associados garantem destinação ambientalmente correta de 275 mil toneladas de baterias

Volume equivale a 74% do volume de baterias comercializadas, praticamente cumprindo, no primeiro ano de vigência, a meta prevista no Acordo Setorial assinado com o Ministério do Meio Ambiente.

Você sabia que as empresas associadas ao IBER garantiram que 275 mil toneladas de baterias recebessem destinação ambientalmente correta e dentro das normas ambientais vigentes no Brasil? Isso equivale a 74% do volume de baterias novas comercializadas em 2019, praticamente cumprindo, no primeiro ano de vigência, a meta definida pelo Acordo Setorial, assinado no ano passado com o Ministério do Meio Ambiente.

Na comparação com 2018, foram quase 38 mil toneladas a mais de chumbo coletados e com dados devidamente comprovados pelas empresas que formam a cadeia produtiva. Um crescimento de 16% no volume total de rejeitos que atenderam os princípios da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS). Para que isso fosse possível, o processo de certificação do IBER se mostrou crucial.

Por meio dele, 198 empresas estão capacitadas para fazer a gestão da Logística Reversa de forma adequada e, por isso, conhecem plenamente as obrigações e a plataforma de gestão oficialmente reconhecida pelos órgãos ambientais. Os associados do IBER entendem que o modelo desenvolvido pelo sistema é não apenas obrigatório para cumprimento da PNRS, mas necessário para realizar a gestão da logística reversa de um modo eficaz e de forma positiva para o Meio Ambiente.

As empresas que não puderam atingir suas metas individuais estão sendo devidamente representadas pela entidade que desenvolve planos de melhoria contínua para atingimento das metas e obrigações nos anos seguintes. Parceria, transparência e comprometimento definem o trabalho que vem sendo realizado pelo IBER e seus associados.

Comentários