IBER amplia sua presença nacional com o acordo setorial e termo de compromisso firmado com o governo de Minas Gerais e desenvolvimento de uma resolução no Rio Grande do Sul

A cadeia produtiva de baterias dos estados de Minas Gerais e Rio Grande Sul obtiveram, em 2019, avanços importantes na adequação das empresas e governos municipais e estaduais ao Plano Nacional de Resíduos Sólidos. E o Instituto Brasileiro de Energia Reciclável (IBER) desempenhou papel fundamental ao liderar a assinatura do Termos de Compromisso com a Secretaria de Meio Ambiente de Minas Gerais (FEAM) e elaboração de Resolução Estadual sobre Logística Reversa para os municípios gaúchos, junto ao Conselho Estadual do Meio Ambiente (Consema).

Em 2020, nacionalmente, o IBER ampliou ainda mais sua presença com assinatura do Acordo Setorial, em meados de agosto, com o Ministério do Meio-ambiente (MMA). As condições negociadas que as obrigações sejam fiscalizadas em todos os estados brasileiros e reconhecem o IBER como unidade gestora do sistema de logística reversa nos estados, sendo responsável por sua implementação. As empresas passarão a comprovar a destinação correta das baterias inservíveis, de acordo com metas e parâmetros previamente estabelecidos.

Já a resolução é um direcionamento jurídico aos municípios gaúchos, com as instruções de como o Estado do Rio Grande do Sul deseja ver implementada a logística reversa na esfera municipal.

Comentários