Cadeia produtiva de baterias avança no cumprimento da legislação: 64 empresas já foram certificadas junto à PNRS pelo IBER

O movimento de formalização da cadeia tem sido expressivo e reconhecido pelo Ministério do Meio Ambiente. Certificação comprova cumprimento das metas e responsabilidades, a partir da utilização do sistema desenvolvido pela entidade gestora com os órgãos ambientais.

A cadeia produtiva de baterias chumbo-ácido segue avançando no cumprimento da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS). Até o último mês de maio, 64 empresas foram certificadas pelo IBER de acordo com a legislação ambiental vigente, conforme dados de logística reversa referentes a 2019.

O movimento de formalização da cadeia tem sido expressivo e reconhecido pelo Ministério do Meio Ambiente e órgãos ambientais estaduais. Atualmente, o Relatório Anual de Logística Reversa de 2019 passa pela segunda avaliação pelo órgão federal e já se mostra uma ferramenta estratégica para identificar as irregularidades do sistema anteriormente executado pelo setor. O foco do relatório consiste não apenas em acompanhar a regularidade das empresas, mas contribuir para a fiscalização no setor e o reconhecimento das empresas ecologicamente corretas.

As empresas que que ainda não se estruturaram para atender a PNRS, mas fazem parte do IBER, são representadas pela entidade gestora e encontram-se em dia perante o órgão, uma vez que é feito um trabalho em conjunto de desenvolvimento e aprimoramento de seus processos de logística reversa.

A certificação é um documento crucial para distinguir quem já atingiu os objetivos e aqueles que estão em processo de desenvolvimento. As empresas que comprovarem o cumprimento das metas e responsabilidades estabelecidas na legislação e seus desdobramentos, não apenas evitarão fiscalização e sanções, como também participarão de um processo de reconhecimento que está sendo desenvolvido com os órgãos competentes e entidades parceiras.

A partir da apresentação de dados confiáveis e controlados é imprescindível, mas as obrigações vão além do controle. O IBER passou a ser reconhecido como um Instituto de referência e está totalmente focado em agregar valor aos seus associados e à Sustentabilidade no Brasil.

Comentários